Qualidade de Vida

12.09.2014 - Um ato de amor

Ong recebe doações de cabelo para crianças com câncer

Renata Pessoa

Em setembro de 2013, a jovem Larissa Dias doou seu cabelo para uma paciente da Santa Casa de São Paulo. O ato de amor inspirou as amigas Mylena Duarte e Mariana Robrahn, que pensaram em estender a iniciativa a fim de ajudarem crianças com câncer. Foi assim que em outubro daquele ano nasceu o Cabelegria.

O evento criado pelo Facebook para doação de cabelo teve grande adesão, com a participação de 1700 pessoas. Em menos de seis meses, a ação virou uma Ong contando com a parceria da Andrea Lopes Cabelos, que confecciona perucas para as crianças de graça.

Em menos de um ano, o Cabelegria já recebeu cerca de 20 mil doações e conseguiu confeccionar mais de 50 perucas – para se ter uma ideia da importância das doações, são necessários cerca de 200 gramas de cabelo para se confeccionar uma peruca. “Nosso trabalho é 100% voluntário, mas posso garantir que o retorno que temos não tem preço. Conviver com essas crianças é inspirador. Em pouco tempo você percebe como costuma reclamar de coisas tão pequenas enquanto elas ensinam a lidar com situações tão mais complexas”, declara Mariana, uma das fundadoras da Ong.

 Qualquer pessoa pode colaborar com o Cabelegria. Basta doar um pouco do seu cabelo – mesmo que contenha química ou tintura, desde que tenha, no mínimo, cerca de 10 cm de comprimento. É só fazer um “rabo de cavalo” com o seu cabelo cortado e enviar pelo correio através de um endereço fornecido pela página da Ong no Facebook. Todos os doadores recebem um certificado fornecido pelo Cabelegria como uma maneira de agradecimento

“Nosso objetivo é que o Cabelegria possa funcionar como um banco de perucas nacional, com sedes em diferentes cidades, para ajudar tanto as crianças quanto os adultos em tratamento que necessitem de uma peruca durante este período”, afirma Mariana.

Compartilhe
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar
Veja também

Abilio Diniz
m.uol.com.br