Qualidade de Vida

28.11.2014 - Espírito Natalino

Correios iniciam campanha de apadrinhamento de cartinhas

Renata Pessoa

“Ainda temos motivos para acreditar na bondade das pessoas”. Quem deu esta declaração trabalha há 14 anos como Papai Noel na campanha de natal dos Correios ajudando a atender crianças que destinam suas cartas à empresa. Para dar mais veracidade a seu trabalho, ele se identifica como o bom velhinho, que veio do Polo Norte para distribuir os presentes daquelas que se comportaram bem.

A Campanha teve seu início há 25 anos com um grupo de funcionários dos Correios, que queriam ajudar as crianças. Hoje, ela é desenvolvida em todas as 28 Diretorias Regionais da empresa e tem como objetivo não só manter a magia do Natal, mas também atender aos pedidos de crianças em situação de vulnerabilidade social e ainda estimular a solidariedade.

Orgulhoso de fazer parte desta história, o “Papai Noel” das agências de São Paulo afirma que se sente valorizado, motivado e presenteado a cada ano. “Eu acredito que fui escolhido, entre tantas pessoas para viver isso. É impossível dizer que não tenha me emocionado durante todos estes anos. É isso que me fortalece para continuar. Enquanto eu puder ser útil nesta Campanha, eu quero fazer parte dela”, afirma.

Em São Paulo, outro personagem desta ação é Eugênio Valentim, diretor regional dos Correios. Há 20 anos na Instituição, ele viu a campanha ganhar força e volume ao longo do tempo. “Este projeto é o que eu tenho mais satisfação em desenvolver”, diz.  Muito desta motivação vem das cartas a que o diretor tem acesso. “Desde os pedidos mais simples, como uma bola, uma boneca, até os mais modernos, como um telefone celular. Estes pedidos sempre me emocionam”, revela Eugênio.

Para quem deseja participar da campanha, apadrinhando uma ou mais cartas, é só se dirigir aos pontos de adoção indicados pelo site, escolher o pedido a ser atendido e postar o presente para o endereço indicado. Até o dia 16/12, os Correios fazem esta postagem gratuitamente.

Na região metropolitana de São Paulo, Alto Tietê e Baixada Santista, são 134 pontos de adoção, sendo 132 agências, além da Casa do Papai Noel no Prédio Histórico dos Correios, localizado no Vale do Anhangabaú, e do Espaço do Papai Noel, na sede da regional, na Rua Mergenthaler, 592. E então, neste ano, que tal se deixar levar pelo espírito natalino e atuar como o legítimo Papai Noel?

Compartilhe
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar
Veja também

Abilio Diniz
m.uol.com.br