Qualidade de Vida

05.09.2014 - Espiritualidade e Fé

Saiba por que elas são fundamentais para uma vida em equilíbrio

Renata Pessoa

Independentemente de religião, a espiritualidade pode estar presente na vida de qualquer pessoa, pois se define como o conjunto de práticas de quem acredita e busca alcançar a plenitude de sua relação com Deus. Ou, de acordo com Dalai Lama, “espiritualidade é aquilo que produz no ser humano uma mudança interior”.

Assim foi com o empresário Abilio Diniz, que relata em seu livro Caminhos e Escolhas a sua relação com a Espiritualidade e a Fé, um de seus pilares para uma vida de qualidade e em equilíbrio.

Para ele, a fé é a única força capaz de alterar a ordem das coisas e de mover uma pessoa rumo a empreitadas. “Essa capacidade interior de crer pode motivar você a desejar coisas melhores para si mesmo e para as pessoas que ama. Na fé, tudo cabe”, afirma Abilio, que se define também como um homem de crença religiosa inabalável. “Durante os inúmeros momentos em que estive em dificuldades, com o horizonte embaralhado, caminhos confusos a tomar, nunca me senti totalmente só ou desamparado. Sempre tive a certeza de estrar partilhando as dificuldades com Deus”, diz.

Manter-se fiel à fé é manter a serenidade apesar das dificuldades. Esta atitude promove força e firmeza em nosso dia a dia, e nos deixa mais combativos diante das atribulações. Como a bíblia prega em 1 Coríntios 16:13: “estejam vigilantes, mantenham-se firmes na fé, sejam homens de coragem, sejam fortes”, assim devemos nos manter, não apenas ao pedir as coisas a Deus, mas principalmente para agradecer e também para entender os Seus planos para nós.

“Arriscaria dizer que ao menos duas regras devem ser respeitadas quando pleiteamos algo junto a Deus. A primeira delas consiste em questionar-se sinceramente, da maneira mais simples possível: será que meu pedido é justo? A segunda é avaliar se você já fez tudo o que era possível ser feito para obter o que está pedindo. Aí é o caso de também se perguntar: Estou fazendo minha parte neste trato?”, observa Abilio em seu livro.

Na mesma direção do equilíbrio entre pedir, agradecer e manter-se fiel à fé, é fundamental que a pessoa busque a paz interior, fazendo o bem sem esperar por recompensas – nem mesmo agradecimentos. Quando a pessoa compreende que isso rege o bom caminho, ela também encontra uma vida mais serena e está pronta para as mudanças promovidas pela espiritualidade.

Compartilhe
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar
Veja também

Abilio Diniz
m.uol.com.br