Qualidade de Vida

05.12.2014 - Presépios

Conheça a história desta tradição natalina

Renata Pessoa

Tradição em várias regiões do mundo, um dos símbolos mais presentes na decoração de natal é a representação do nascimento de Jesus por meio do presépio. Mas, você sabe de onde surgiu este costume?

Do hebraico "a manjedoura dos animais", a palavra presépio é usada com frequência para indicar o próprio estábulo. De acordo com a os relatos bíblicos, ao nascer, Jesus foi reclinado em uma manjedoura, como as muitas que existiam nas grutas naturais da Palestina, utilizadas para recolher animais.

A autoria da representação do primeiro presépio é atribuída a São Francisco de Assis no ano de 1223, na cidade italiana de Greccio. Seu objetivo era explicar às pessoas da região o significado e como se deu o nascimento de Cristo. Então, o frade católico, resolveu montá-lo com argila, em tamanho natural, em uma gruta da cidade.

Ao longo dos anos, o costume de montar o presépio dentro das casas se popularizou pela Europa e foi reproduzida em outros países. No Brasil, especialmente em estados do Nordeste, a montagem dos presépios muitas vezes é acompanhada de danças e festejos conhecidos como Pastorinhas, versões brasileiras dos autos de Natal.

De acordo com a tradição, as peças típicas do presépio são:

- Menino Jesus na manjedoura
- Maria
- José
- Burro e Boi ou ovelhas (animais do curral, representam a simplicidade do local onde Jesus nasceu)
- Anjos (responsáveis por anunciar a chegada de Jesus)
- Estrela de Belém (orientou os reis Magos quando Jesus nasceu)
- Pastores (representam a simplicidade das pessoas do local em que Jesus nasceu)
- Reis Magos (Melquior, Baltazar e Gaspar)

Compartilhe
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar
Veja também

Abilio Diniz
m.uol.com.br