Qualidade de Vida

07.11.2011 - Rio recebe Maratona PA

Aterro do Flamengo foi palco da prova

Galeria de imagens

*Corredores no aterro do Flamengo no RJ (foto 1); Momento de troca de pulseira (2); Vanderlei Cordeiro e equipe GPA Clube do Rio (3); Concentração de participantes (4 e 5) Premiação dos vencedores na categoria quarteto (6); Campeões da equipe P.A BMF BOVESPA: Ederson Vilela, Aldilson Alves, Antônio Carlos e José Luiz de Araújo (7).

 Mariana Teodoro

Com muita disposição e empolgação, doze mil corredores participaram, ontem, da terceira edição da Maratona Pão de Açúcar de Revezamento do Rio de Janeiro. A prova de pouco mais de 42 km foi realizada na paisagem arborizada do Aterro do Flamengo, ao lado do mar. “No Rio de Janeiro, o clima da corrida é fabuloso. Ela não é a cidade maravilhosa à toa. Além de o lugar ser lindo, a animação do carioca é incomparável.”, afirma o coordenador do Grupo Pão de Açúcar Clube, Michel Bogli.

Debaixo de sol forte e uma temperatura média de 30 graus, foi preciso mesmo muita animação e garra para completar o percurso. Até os mais experientes se preocuparam com o calor. “É diferente correr aqui porque o clima é muito quente e pode prejudicar o desempenho, mas em compensação a recepção do carioca traz muita motivação”, diz Vanderlei Cordeiro de Lima, ganhador da medalha de bronze, em Atenas (2004), e bicampeão pan-americano (1999 e 2003).

Integrante da equipe de diretores do GPA do Rio, Lima acredita que correr é sinônimo de se superar: “Qualquer um pode fazer isso. O importante é ir além e ser feliz”. De fato, é comum encontrar histórias de superação quando o assunto é corrida. O carioca Fábio Rodrigues de Souza, de 31 anos, por exemplo, não tinha o costume de correr até participar da primeira edição da Maratona do Rio. Desde lá, passou a treinar todos os dias e hoje não perde nenhuma prova, inclusive as realizadas na capital paulista. “Não conhecia esse universo maravilhoso.", afirma.

Um caso ainda mais surpreendente é o do gerente José Luiz de Araújo, de 43 anos. Colaborador do Grupo Pão de Açúcar em Niterói, ele começou a correr há sete anos, graças ao incentivo dos colegas. De sedentário convicto, Araújo passou a freqüentar, diariamente, o clube de corrida do trabalho. Nesse período, o desempenho do corredor foi tão bom que ele foi convidado para integrar a equipe de atletas profissionais Pão de Açúcar BMF Bovespa – grupo que conquistou o ouro nesta edição da Maratona. “Não acreditei quando me chamaram. Parece um sonho subir ao lugar mais alto do pódio com os meninos. Vai ficar pra sempre na memória."

 

Confira os vencedores das principais categorias:

Na categoria masculina, os vencedores em dupla foram Edson Rocha e Clodoaldo Azevedo. No quarteto, Adilson Alves, Antônio Carlos de Jesus Borges, Éderson Vilela Pereira e José Luiz Araújo conquistaram o primeiro lugar. No revezamento de oito atletas, o ouro ficou com Leandro Melo de Souza, Cleiton Carvalho da Silva, Guilherme de Oliveira Junior, Jeferson dos Santos Vieira, Leandro Santos de Almeida, Marcelo José Alves, Paulo Cesar Costa Pereira e Vilmar Gonçalves de Camargo.

Entre as mulheres, a primeira dupla a chegar era formada por Edna Mara e Maria do Carmo Meireles da Silva. No quarteto, as campeãs foram Janete Mayal, Denise Cesca Rocha, Brígida Anjos de Figueiredo e Ana Cristina da Silva. Em octeto, o primeiro posto ficou com Evanir Maria Monteiro, Liziane da Silva Lira, Sandra Richulino da Silva, Annie Seabra Antunes, Tatiane Telles Reis, Luana Gonçalves Pinto Campos, Andrea Camilo da Silva e Renata da Silva Almeida.
 

Se você gostou do texto leia também:

Tradição de uma prova
http://abiliodiniz.uol.com.br/qualidade-de-vida/tradicao-de-uma-prova.htm

O desafio da corrida
http://abiliodiniz.uol.com.br/qualidade-de-vida/o-desafio-da-corrida.htm

Andar ou correr
http://abiliodiniz.uol.com.br/qualidade-de-vida/andar-ou-correr.htm

Compartilhe
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar
Veja também

Abilio Diniz
m.uol.com.br