Qualidade de Vida

25.08.2014 - Glúten

Especialista esclarece dúvidas sobre a proteína

Renata Pessoa

Considerado por muitos o novo vilão da alimentação, o glúten é composto pela mistura das proteínas gliadina e glutenina, que se encontram naturalmente na semente de cereais como trigo, cevada, centeio e aveia. Por ser de difícil digestão, é comum haver algum tipo de intolerância ao glúten.

“A intolerância ao glúten costuma ser detectada na infância, mas pode ficar camuflada até os 50 anos e causar sérios problemas. Em alguns casos, a doença não tem sintoma nenhum - o que dificulta o diagnóstico. Caso apresente os sintomas, pode valer a pena consultar o médico e fazer os exames adequados, especialmente se houver um celíaco na família: isso aumenta em 10% o risco de desenvolver a doença”, explica Juliana Rossi Di Croce, nutricionista da Clínica Equilíbrio Nutricional.

A doença celíaca se caracteriza pela não existência da enzima transglutaminase, responsável pela quebra da proteína. Desta forma, os chamados celíacos desenvolvem uma reação autoimune, em que as células de defesa do organismo entram em ação contra o alimento ingerido e acabam atacando também as paredes do intestino delgado, dificultando a absorção dos nutrientes.

Outra questão bastante controversa relacionada ao glúten sugere que a sua exclusão da dieta ajuda a emagrecer. Isso não é totalmente verdade. Segundo a especialista, de fato quem sofre com as inflamações devido ao glúten, ao suprimi-lo da refeição terá digestão mais leve e sensação de desinchaço. Juliana afirma, no entanto, que no caso de pessoas que passam a consumir alimentos similares sem glúten, o aumento de peso pode ocorrer, afinal esses substitutos são feitos geralmente com carboidratos de alto índice glicêmico. Em outras palavras, o que engorda não é o glúten, mas sim os carboidratos, que é um grupo de alimento fonte de açúcares.

Apesar destas particularidades, não há motivos para tachar o glúten como um vilão. “O ingrediente só é mesmo contraindicado para quem tem a doença celíaca. O resto é mito. O glúten não rouba nutriente, não atrapalha a digestão e não dificulta a eliminação de toxinas em pessoas saudáveis”, conclui a especialista.
 

Compartilhe
Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar
Veja também

Abilio Diniz
m.uol.com.br