Qualidade de Vida

29.08.2012 - Palavras de poder

Conheça depoimentos de ícones da espiritualidade

O que é ser uma pessoa virtuosa? Qual a sua oração para começar o dia? Qual o seu maior aprendizado na vida? Durante dois anos, o jornalista e escritor, Lauro Henriques Júnior, percorreu diversos países para fazer essas e outras perguntas a 26 ícones da espiritualidade e do autoconhecimento.

A ideia nasceu de uma boa causa: “Essas pessoas transformaram a minha vida por meio das suas obras. Por isso, eu quis reunir o que tinha sido bom para mim e disponibilizar aos outros. Afinal, graças a Deus, tem muita gente fazendo coisa boa pelo mundo”, diz Henriques Júnior.

As entrevistas resultaram no livro Palavras de Poder (Editora Leya), uma obra inspiradora que abrange, em dois volumes, os depoimentos mais diversos – do Lama Surya Das ao terapeuta Ângelo Gaiarsa, do médium Divaldo Pereira Franco à monja budista Coen, do bispo Dom Pedro Casaldáliga a Ian Mecler, referência no estudo da Cabala.

Confira abaixo os principais ensinamentos das personalidades entrevistadas por Henriques Júnior, relatados pelo escritor a este site:

Espiritualidade
“A maioria das pessoas acredita que a espiritualidade se manifesta no dia a dia, quando se reconhece a importância do outro. Todos falam da interdependência, porque ninguém vive sozinho. O Dalai Lama, por exemplo, faz questão de reunir e agradecer a toda a equipe que trabalhou com ele, por onde passa: ao faxineiro, ao cozinheiro, ao segurança etc. Ao agradecer, ele demonstra o quanto o trabalho dessas pessoas é importante para o trabalho dele.”


“Cada tradição tem um conceito. De um modo geral, eles disseram que se conectam a Deus por meio da doação e do compartilhamento. Ian Mecler diz que, para a Cabala, riqueza não é o quanto se tem, mas o quanto se compartilha. Alguns falaram que vivem a sua fé a partir do momento em que vivem em estado de gratidão: pela Terra, pela família, pelas pessoas com quem convivem, por tudo.”

Oração
“O professor Hermógenes, um dos precursores do yoga no Brasil, começa o dia com a oração ‘Entrego, confio, aceito e agradeço’. Ele entrega o que veio fazer nesta vida, confia em algo maior, aceita o que a existência lhe trouxer e agradece a vida. Afinal, somos seres espirituais tendo experiências humanas, e não o contrário.”

Iluminação
“Busquei saber como uma pessoa se torna ‘iluminada’ e descobri que não há um fator especial. A iluminação vem da forma como vivemos. Na verdade, somos pessoas com ações iluminadas. Todos nós temos momentos de amor e compaixão. O essencial é multiplicá-los para nos tornarmos mais espiritualizados. É claro que todo mundo escorrega. Como diz o dr. Gaiarsa, ‘o que importa não é ser equilibrado, é ser um bom equilibrista’. Significa vacilarmos, mas voltarmos a ser centrados de novo, para agirmos melhor da próxima vez. Os grandes mestres estão no nosso dia a dia, ou seja, são as pessoas da nossa convivência. Todas as nossas experiências são para aprendizado e crescimento.”

Vida e morte
“A consciência da morte é uma grande aliada da vida. Artur Andrés recomenda um exercício proposto pelo místico armênio Gurdjieff. ‘Pergunte a si mesmo: e se essa fosse a última hora da minha vida?’. É uma boa questão, pois acredito que não a usaríamos para futricar ou brigar, mas para sermos mais amorosos. Já com relação à morte, a monja Coen nos ensina que não devemos nos apegar à pessoa que partiu nem à dor. Ela recomenda que manifestemos em nós o que aquele ente querido tinha de melhor: o seu bom humor, a sua generosidade etc. Assim, voltamos a dar-lhe vida na nossa vida.”

Se você gostou do texto, leia também:

Mais felizes
http://abiliodiniz.uol.com.br/qualidade-de-vida/mais-felizes-1.htm]

Reorganização da vida
http://abiliodiniz.uol.com.br/qualidade-de-vida/reorganizacao-da-vida.htm

Mensagens de fé
http://abiliodiniz.uol.com.br/qualidade-de-vida/mensagens-de-fe.htm

Compartilhe
Comentários (1)
Veja também

Abilio Diniz
m.uol.com.br